• Bolsa de Couro Para Perfume
  • Bolsa de Couro Para Perfume
  • Bolsa de Couro Para Perfume
bolsa-de-couro-para-perfume-1-1

R$ 70,00

Disponível em compra pendente

Código: BCPP1

INFORMAÇÕES DO PRODUTO
Sob encomenda: 02dias 
Cor do Couro: Natural/azul/branco
Tamanho: Alt. 20cm x Comp. 10cm x Larg. 06cm
Compartimento:01
Produzido por Biagio Grisi

Produto confeccionado em couro de bode natural, curtido com a casca do angico e tingido artesanalmente, sem prejudicar o meio ambiente. (Costura em linha encerada vemelha).

Cores de couros disponíveis: (Amarelo,azul,vermelho, verde, preto, café, laranja, roxo, natural,vinho).

Cores de linhas disponíveis: Amarelo, Azul, Verde, Vermelho, Bege, Café, Preto.

Solicitamos ao cliente, não esquecer de informar todos os detalhes que deseja em sua BOLSA, evitando insatisfação quando do recebimento do produto.

Disponível por encomenda

Comparar

Bolsa de Couro: seu perfume vai gostar!

Bolsa de Couro Para Perfume

As nossas BOLSAS PARA PERFUME são feitos em Campina Grande na Paraíba, Nordeste do Brasil. Quando você adquire um produto FURLÃO, está levando uma peça para durar anos, se você souber usar.

VISITE O NOSSO BLOG E SAIBA MUITO MAIS!

Aqui, você faz a diferença!

Bolsa de Couro: Seu produto seguro!

As primeiras referências ao produto remontam às antigas civilizações do Oriente Médio, especialmente o Egito.
Por volta de 2 000 a.C., os primeiros usuários foram os faraós e os membros importantes da corte, logo, o uso do mesmo se difundiu, trazendo um agradável toque de frescor ao clima quente e árido do Egito.

A necessidade de contar com essências refrescantes tornou-se tão fundamental que a primeira greve da história da humanidade foi protagonizada em 1330 a.C. pelos soldados do faraó Seti I, que pararam de fornecer unguentos aromáticos. Pouco depois (1300 a.C.), coube ao faraó Ramsés II enfrentar uma revolta de peões em Tebas, que estavam indignados com a escassez de rações, de comida e de unguentos.

O químico árabe, Al-Kindi (Alkindus), escreveu no século IX um livro sobre o assunto, chamado Livro da Química de Perfumes e Destilados. Ele continha centenas de receitas de óleos de fragrâncias, salves, águas aromáticas e substitutos  ou imitações para droga caras. O livro também descrevia cento e sete métodos e receitas para a perfumaria, inclusive alguns dos instrumentos usados na produção desses produtos ainda levam nomes árabe, como alambique, por exemplo.

História

O médico e o químico persas Muslim e Avicenna (também conhecido como Ibn Sina) introduziram o processo de extração de óleos de flores através da destilação, o processo mais comumente utilizado hoje em dia. Seus primeiros experimentos foram com as rosas. Até eles descobrirem unguentos líquidos, feitos de mistura de óleo e ervas ou pétalas amassadas que resultavam numa mistura forte. A água de rosas era mais delicada, e logo tornou-se popular. Ambos os ingredientes experimentais e a tecnologia da destilação influenciaram a perfumaria ocidental e desenvolvimentos científicos, principalmente na química. A partir da Espanha foi introduzido em toda a Europa durante o Renascimento. Foi na França, a partir do século XIV, onde se cultivavam flores, que ocorreu o grande desenvolvimento da perfumaria, permanecendo desde então como o centro europeu de pesquisas e comércio de perfumes.

 

Peso 0.300 kg
Dimensões 27 x 36 x 18 cm

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Seja o primeiro a avaliar “Bolsa de Couro Para Perfume”

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Voltar para o topo